Minha lista de blogs

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Closed!

As últimas palavras que desferi contra você foram doloridas e te juro, não eram verdadeiras. Tudo aquilo foi dito num momento de raiva, por favor entenda isso. Você não bagunçou minha vida de uma forma que eu simplesmente odiava, pelo contrário, eu sempre amei aquele vermelho sangue que você colocou na parede da sala, a sua salada de atum, folhas e abacaxi, as suas músicas barulhentas e até a sua mania de colocar o lixo pra fora vestindo uma camisa minha.
Eu sei que acordava todos os dias de mal humor enquanto você me dava inúmeros beijos, mas na verdade eu não queria fazer aquilo, eu queria retribuir todos aqueles beijo, fazer amor com você e depois tomar um delicioso banho e ainda preparar o café pra nós dois, papel que lhe cabia quando você não estava viajando. Por Deus, quantas vezes lhe acordei com beijos e uma bela bandeja de café da manhã? Sim, eu sei que fui egoísta, estúpido e muito insensível, por isso estou agora aos berros, para que você e o mundo inteiro saibam o quanto lhe amo.
Sei que deveria ter deixado meu trabalho por alguns minutos e no meio da tarde lhe ligar para saber como a minha princesa estava se saindo em terras desconhecidas, mas era sempre você que lembrava do nosso amor.
Como me arrependo de não ter tirado aqueles dias de folga e viajado com você, essa era a minha última chance. Meu amor, se eu soubesse disso, juro que tudo seria diferente.
Daria a minha vida para retornar um dia antes de sua partida. Assim iria lhe mostrar o quanto você sempre foi importante para mim. Iria dizer Eu Te Amo todos os minutos, cantar a sua canção preferida, ajudá-la a pintar a declaração de amor que você sempre implorou na parede do nosso quarto, iríamos almoçar num restaurante japonês e te juro que comeria peixe cru, compraria novamente o CD do Pantera que quebrei na nossa penúltima briga e ouviríamos até cansar, cobriria a nossa cama com pétalas de rosas, encheria a banheira com pétalas de lírios e diria a cada segundo o quanto lhe amava, então eu ficaria acordado, para que eu não precisasse acordar com o barulho da porta batendo.
Se você tivesse apenas me deixado, eu iria correr até a sua casa, bater na porta até você enjoar e resolver me atender, então pediria somente mais uma chance para fazer tudo que estou gritando nesse instante. Mas dessa vez a porta bateu e fechou-se para sempre. O mais interessante é que você não me contou que isto estava prestes a aconteceu. Teve inúmeras chances de jogar todo esse peso pra fora e em troca deixar eu cuidar de você, mas você preferiu enfrentar tudo sozinha e eu como sempre não prestei atenção. Eu deveria ter visto que você não estava bem, que tinha algo errado, mas não, eu sempre com meu orgulho, trabalho.
Deus, você existe? Por favor, me dê apenas um dia. O dia anterior que o câncer levou o único amor da minha vida.

****
Restaram apenas as lembranças que poderiam ser diferentes, a parede vermelha, seu violão, a imagem de você tocando pra mim, a saudade de sua voz me dizendo todos os dias no telefone que me amava, do seu beijo, da sua pele, de você. Espalhei por cada canto da casa, suas fotos e quadros. Passo o dia inteiro ouvindo seus discos e relendo essas últimas palavras para tentar amenizar toda essa ausência, mas saiba que lhe esquecer será impossível. A porta fechou-se, mas você continua aqui dentro.

****

Within Temptation - What Have You Done (feat. Keith Caputo)


video

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Ausência

Quando você ouvir a porta bater, será o sinal de que eu lhe deixei.
No lugar da minha presença, ficarão belas lembranças e algumas de minhas palavras escritas em um pedaço de papel. Isso permanecerá até que você permita. Quando não quiseres mais, é só me apagar da sua mente e queimar as palavras. O restante é muito fácil de ser desfeito.
Pinte as paredes, arranque os quadros e coloque outros no lugar, jogue os lençóis fora e o colchão também, ou melhor, troque a cama. Rasgue minhas fotos, mas guarde os porta-retratos para que logo você possa estampar novos momentos. Desfaça das minhas manias, das minhas músicas, dos meus livros, dos meus arquivos.

Quando você acordar e não me sentir mais ao seu lado, será o sinal que eu lhe deixei.
As brigas irão acabar, assim como as chateações, a bagunça na sala, a música alta, as pinturas indesejadas, as dietas malucas, as obsessões.
A minha insônia, meus amigos, a forma que analiso a vida, os meus transtornos, nada disso irá mais lhe incomodar.

Quando você ouvir a porta bater, será o sinal de que eu lhe deixei.
E na sua mente ficarão registrados os fins de tarde que eu pegava o violão e ficava tocando as suas músicas favoritas enquanto observava o seu sorriso. Estarão guardadas as típicas manhãs que eu fazia questão de contemplar na varanda. O beijo de boa noite seguido do “Eu te Amo”, dos telefonemas no meio da tarde pra dizer que você sempre foi e sempre será a pessoa mais importante, do perfume dos meus cabelos, das minhas mãos passeado pelo seu corpo, da minha forma de te amar, de te olhar, de lhe entender.
Quando você não mais me quiser presente em sua vida, é só apagar de vez todas essas lembranças, e com elas, destrua essas palavras.
O que restará, será apenas um “Eu Sempre te Amarei” escrito em minha lápide.



L´Âme Immortelle - Fallen Angel

video